Feeds:
Posts
Comentários

Quem faz um poema abre uma janela.
Respira, tu que estás numa cela
abafada,
esse ar que entra por ela.
Por isso é que os poemas têm ritmo —
para que possas profundamente respirar.
Quem faz um poema salva um afogado”.

. Mário Quintana .

Mais deste autor aqui

Não é apenas uma biblioteca. É uma nave espacial que vai levá-lo até aos confins do Universo, uma máquina do tempo que vai levá-lo para o extremo passado e o futuro distante, um professor que sabe mais do que qualquer ser humano, um amigo que divertirá você e o consolará — e , acima de tudo, uma porta de entrada para uma vida melhor, mais feliz e mais útil”.

. Isaac Asimov .

Perigosamente Humano

A pensar fundo na questão, eu diria que ler devia ser proibido. Afinal de contas, ler faz muito mal às pessoas: acorda os homens para realidades impossíveis, tornando-os incapazes de suportar o mundo insosso e ordinário em que vivem. A leitura induz à loucura, desloca o homem do humilde lugar que lhe fora destinado no corpo social. Não me deixam mentir os exemplos de Don Quixote e Madamme Bovary. O primeiro, coitado, de tanto ler aventuras de cavalheiros que jamais existiram, meteu-se pelo mundo afora, a crer-se capaz de reformar o mundo, quilha de ossos que mal sustinha a si e ao pobre Rocinante. Quanto à pobre Emma Bovary, tomou-se esposa inútil para fofocas e bordados, perdendo-se em delírios sobre bailes e amores cortesãos.

Ler realmente não faz bem. A criança que lê pode se tornar um adulto perigoso, inconformado com os problemas do mundo, induzido a crer que tudo pode ser de outra forma. Afinal de contas, a leitura desenvolve um poder incontrolável. Liberta o homem excessivamente. Sem a leitura, ele morreria feliz, ignorante dos grilhões que o encerram. Sem a leitura, ainda, estaria mais afeito à realidade quotidiana, se dedicaria ao trabalho com afinco, sem procurar enriquecê-la com cabriolas da imaginação.

Continuar Lendo »

Não há morte

Não há morte, há a Força. Todas as coisas morrem, mas a Força sobrevive a elas. Como seres que existem á sombra da Força, o fim da nossa existência nessa forma não deve ser motivo de grande lamentação. Somos parte de uma energia maior que nós mesmos e desempenhamos papéis em uma trama cósmica que ultrapassa a nossa compreensão encarnada”.

. Daniel Wallace in Star Wars: O Caminho Jedi .

Razão e Ciência

Sabe por que Wainwright e os outros como ele têm medo de mim, não sabe? – perguntou Karellen. Sua voz era sóbria agora, como um grande órgão soltando notas da nave alta de uma catedral. – Vai achar homens desses em todas as religiões do mundo. Sabem que representamos a razão e a ciência, e, apesar da confiança que têm em suas crenças, temem que derrubemos seus deuses. Não necessariamente por um ato deliberado, mas de uma maneira mais sutil. A ciência pode destruir a religião ignorando-a, tanto quanto refutando suas doutrinas. Ninguém jamais demonstrou, ao que eu saiba, a inexistência de Zeus ou de Thor, só que eles têm poucos seguidores hoje. Os Wainwrights também temem que saibamos a verdade sobre a origem de suas fés. Perguntam-se: por quanto tempo estivemos observando a humanidade? Será que vimos Maomé começar a Hégira, ou Moisés dando as leis aos judeus? Será que sabemos tudo o que há de falso nas histórias em que acreditam”.

. Arthur C. Clarke in O Fim da Infância .

07.01 – Dia do Leitor

Fique calmo e leia um livro :)

Um livro deve ser o machado que partirá os mares congelados dentro da nossa alma

. Franz Kafka.

Feliz Ano Novo!

Mas há a vida que é para ser intensamente vivida. Há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo. Não mata”. 

. Clarice Lispector in A Descoberta do Mundo .

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 683 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: